Life Style,  Toronto

Como levar o cachorro do Canadá para o Brasil

Em Dezembro nós estivemos de férias no Brasil e como seriam 20 dias longe de casa decidimos levar o Tadeu que ao longo dos 2 anos que estamos no Canadá, ainda não tinha retornado ao Brasil.
Para nós e para nossa família, foi maravilhoso ter a companhia do Tadeu e para ele foi uma festa reencontrar os humanos e os cachorros da família e de brinde ainda “ganhar” um Verão em pleno Inverno, já que saímos de uma temperatura de -5ºC no Canadá para 40ºC no Brasil.

O Tadeu aproveitou intensamente a viagem, brincou bastante, correu muito no quintal da casa da minha mãe e voltou revigorado (como nós).
Mas confesso que mesmo ele aproveitando muito, eu acho que não levaremos mais ele para o Brasil.
Eu tinha me esquecido como a viagem de avião é longa (são 10hs de voo) e mesmo o Tadeu sendo super bonzinho e dormindo praticamente o voo inteiro, me dá uma pena vê-lo tanto tempo na bolsa de transporte.
A mudança de temperatura também foi um choque para ele, que nos primeiros dias ficou bem incomodado com o calor e no dia em que chegamos ele teve febre, mas acho que foi mais por razões emocionais, já que ele não estava entendendo porque estavamos “morando” na casa da minha mãe.
Além disso, por conta do clima, muitos vírus, bacterias e vermes existentes no Brasil não resistem ao frio daqui, com isso, algumas vacinas não se fazem necessárias no Canadá. Então, como fazia 2 anos que o Tadeu não toma as vacinas que ele costumava tomar no Brasil, decidimos não passear com ele na rua.

Então, por conta do tempo de voo, da ansiedade que gera nele por não entender que estamos apenas passeando na casa da família e principalmente por conta dos riscos a saúde dele, eu acho que não vale a pena levá-lo ao Brasil e por isso, provavelmente as nossas próximas idas por lá serão curtas, pois também não gostamos de ficar longe dele.

PROCEDIMENTO PARA VIAJAR COM O CACHORRO PARA O BRASIL

Para viajar com seu cachorro saindo do Canadá, o primeiro passo é saber quais são as regras e procedimento do país destino. No caso do Brasil, é necessário apresentar:

  • O animal precisa estar com a vacina da raiva em dia
  • O animal precisa ter tomado uma vacina de antiparasitário interno e externo.
  • O Veterinary Health Certificate (que no site do Ministério da Cultura do Brasil, está mencionado como Certificado Veterinário Internacional. Confira aqui) que deverá estar preenchido e assinado pelo Veterinário e carimbado pelo orgão de Exportação do Canadá, que nesse caso é a Canadian Food Inspection Agency.
    Atenção: No site do Canadian Food Inspectional Agency há uma lista dos modelos oficiais do Veterinary Health Certificate dos países de destino, ou seja, do país que você deseja entrar com seu animal. Com isso, basta procurar o Brasil na lista para visualizar o modelo oficial que é este aqui.

Para viajar com um animal no avião, é necessário ligar com antecedência para a companhia áerea reservando o lugar do seu cachorro. Como nós fomos e voltamos com a Air Canadá, já reservamos o lugar dele na ida e na volta.

Após reservar o voo, pedimos para um de nossos familiares ligar no ministério da agricultura do Brasil, para agendar a entrega dos documentos que teríamos de fazer para o obter o CVI para retornar ao Canadá. Vale lembrar que esse procedimento também precisa ser feito com bastante antecedência e é necessário agendar entre 3 e 10 dias antes da viagem (abaixo eu explico o porque)

Ainda no Canadá, nós agendamos a consulta com o Veterinário do Tadeu em Toronto, que examinou e aplicou com 15 dias de antecedência as vacinas de antiparasitário interno e externo . Alguns dias depois, nós retiramos com o veterinário o International Veterinary Certificate, juntamente com o comprovante da vacina da raiva (já que aqui não existe carteira de vacinação) e então, portados desses documentos, fomos em seguida Canadian Food Inspection Agency para obter o carimbo no International Veterinary Certificate.

Ao chegar no Brasil, é necessário seguir em direção a fila de “declaração de bens” onde é necessário apresentar os documentos e registrar a entrada do animal no país.

PROCEDIMENTO PARA VOLTAR AO CANADÁ SAINDO DO BRASIL.

Assim que marcamos a viagem, nós pesquisamos para saber se ao fazer o passaporte do Tadeu no Canadá, facilitaria a entrada e saída dele do Brasil, mas infelizmente o passaporte do animal no Canadá, não é aceito no Brasil, com isso, não havia outra opção a não ser fazer o mesmo procedimento que fizemos quando nos mudamos do Brasil para o Canadá.

Seguindo a mesma regra da ida, para voltar ao Canadá precisávamos saber quais documentos e procedimentos eram exigidos para autorizar a entrada do animal no país e são eles:

  • O animal precisa estar com a vacina da raiva em dia
  • Atestado de saúde do Veterinário, informando que o animal está apto para viajar.
  • Certificado Veterinário Internacional (CVI)

No Brasil, marcamos uma consulta com um veterinário que examinou o Tadeu, conferiu as vacinas dele e emitiu o atestado de saúde.

Como eu mencionei acima, é importante agendar a entrega dos documentos no Ministério da Agricultura entre 3 e 10 dias de antecedência da viagem, isso porque após entregar os documentos, o CVI só poderá ser retirado 2 dias depois e como o atestado de saúde tem validade de 10 dias, esse é a antecedência máxima que você poderá agendar. Vale destacar que o local não abre nos finais de semana, por isso, calcule bem os 2 dias para retirada dos documentos e não se esqueça que a validade do atestado são de 10 dias corridos e não dias úteis.

Ao entregar os documentos no Ministério da Agricultura, eles pedem para preencher um requerimento igual a este no computador que se encontra na sala. Minha sugestão é você imprimir e levá-lo preenchido, assim você saberá todos os campos na hora de preencher no computador, pois pelo menos na unidade do aeroporto de Guarulhos, há apenas um computador e algumas pessoas, como eu, tiveram que sair da fila para pesquisar informações exigidas no formulário.
Após entregar os documentos e retornar para obter o CVI, conseguimos embarcar com tranquilidade com o Tadeu.

Vale destacar que essa viagem foi realizada em Dezembro de 2018 e por isso, é importante sempre conferir e validar os procedimentos nos sites oficiais de cada país, pois as regras podem ter sido atualizadas.
Confira aqui o site oficial do ministério da Agricultura do Brasil
Confira aqui o site oficial do Canadian Food Inspection

Espero que essas informações tenham lhe ajudado.

Beijos e até o próximo post.

Loading Likes...

4 Comentários

  • Ana Paula

    Sil sou brasileira e estou de ferias no Canada estamos no aeroporto esperando o voo . Achei seu blog por acaso pois iremos visitar Quebec e estava procurando indicação de lugares para visitar.

    Parabens estou encantada com o seu blog com textos leves e uma visão muito clara das coisas apesar de ser tão jovem muito gostoso de ler .

    Parabens !!!
    Ana Paula Vichier

    • mundodasil

      Ana Paula, estou procurando um atalho no computador que me permita te dar um abraço. <3
      Que mensagem gostosa de ler. Poxa, SUPER obrigada! Fico tão feliz em saber que esteja chegando até você todo o carinho que eu coloco no blog.
      Espero que vocês aproveitem MUITO Quebéc, a cidade é tão charmosa e no Inverno tem a cara de um tipico Natal da Sessão da tarde hehe.

      Um super beijo pra você.

  • Erika

    Oi Sil,

    Muito obrigada por compartilhar a sua experiência por aqui.

    O Tadeu sendo brasileiro, você teve que ir no Consulado Brasileiro aqui em Toronto para registrar o International Health Certificate ou somente com o documento preenchido pelo vet foi suficiente para entrar no Brasil?

    Estou viajando em duas semanas para SP com os meus dois e será a primeira vez que votaremos todos para lá. Meus dois são brasileiros também 🙂

    Muito obrigada, novamente.

    Um abração!

    • mundodasil

      Oiii Erika, tudo bem?
      Seu comentário me fez reler o post e eu vi que algumas coisas não estavam muito claras, especialmente os links dos documentos e eu os atualizei. Por isso, super, mega obrigada pelo seu comentário, porque ele me ajudou a melhorar o texto e isso ajudará mais as outras pessoas <3
      Sobre a sua pergunta, em nenhuma das etapas nós fomos no Consulado Brasileiro em Toronto.Nós fomos no Veterinário do Tadeu aqui em Toronto ele tomou os antiparasitários que são obrigatórios e também pegamos o atestado de saúde (International Health Certificate), no qual o modelo está disponivel nesse link http://www.inspection.gc.ca/animals/terrestrial-animals/exports/live-animals/health-certificates/pets/eng/1321265624789/1321281361100 (basta procurar por Brazil na lista que o documento oficial é ele).
      Depois fomos no Canadian Food Inspection para obter o carimbo no International Health Certificate e foi isso que levamos para entrar no Brasil (pois nesse doc já consta a certificação da vacina da raiva e dos parasitarios tb).
      Como vocês viajam em pouco tempo, sugiro verificar os parasitas o quanto antes, pois precisa ser aplicado por volta de 15 dias de antecedencia da viagem (caso eles não tenham tomado, pois aqui no Canada essa vacina não é obrigatória e o Tadeu tomou apenas por conta da viagem)
      Se ainda tiver alguma dúvida, não deixe de me escrever 🙂
      Beijos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *