[ Comportamento ][ Life Style ]

Conhecendo o nosso ego

Para quem me acompanha no Instagram @mundodasil sabe que por lá, eu tenho compartilhado nos stories os meus aprendizados nessa minha jornada de auto-conhecimento, mas acho importante mencionar, que não sou nenhuma profissional da área, sou apenas um ser humano aprendendo com seus próprios erros e  tentando compartilhar com o próximo o que de bom, novo e/ou importante aprendi sobre mim. Nada mais do que relatos do meu próprio caminho.

Após fazer algumas trocas com as pessoas por lá, acabei notando que ainda não havia falado sobre um ponto muito importante nessa minha jornada, que foi o meu divisor de águas, entre a minha antiga visão de mundo e a nova. Esse ponto em especifico foi o meu despertar e eu acho essa expressão tão perfeita, pois ela descreve exatamente o que eu senti: foi como se eu tivesse passado a vida inteira dormindo (ou vagando como um zumbi) e então despertei.

E esse momento aconteceu quando eu aprendi o que era o ego e principalmente quando o meu ego se materializou para mim e eu ouvi sua voz, vi seus comportamentos, vi seus pensamentos e descobri que ele era real. E hoje consigo ver cada vez mais com nitidez quando ele está presente tentando agir e falar por mim.

O QUE É O EGO 

Aqui eu farei uma breve descrição do que se encaixou como o meu entendimento sobre o ego, porém vale destacar que há muitos conteúdos feitos por diversos estudiosos com suas explicações sobre essa definição e à quem interessar eu super incentivo se aprofundar no assunto afim de encontrar o entendimento que lhe cabe.

A minha descoberta, tratasse de entender que existem 2 seres dentro de mim:  a minha consciência (meu eu verdadeiro) e o meu ego (meu eu falso).
A consciência é o que eu sou verdadeiramente, é a luz que me conecta com o divino, com o Universo e o ego é o meu lado fraco…e ele não é um lado mau, é apenas imaturo.

O ego é o nosso sistema de defesa, seu papel é nos manter vivos e à salvo. É ele quem nos alerta que não podemos pular de um penhasco, porque podemos morrer, que não podemos abraçar um leão porque ele pode nos atacar. Até aí, está tudo bem né?! O problema, é que o ego acaba exagerando demais nessa proteção e por ele ser imaturo, ele acaba entendendo que tudo (tudo mesmo) que ele não sabe o resultado ou a consequência, ele classifica como perigoso. E é nesse momento que ele nos atrapalha na nossa evolução.

COMO O EGO ATUA

O ego age na nossa mente, onde ele tenta nos alertar sobre os possíveis “perigos” que estamos à enfrentar, que para ele nos colocam em risco.

Sabe quando você ouve uma voz na sua mente que diz que você não vai conseguir, que você não tem tempo, que aquilo está muito dificil e etc? Sabe quando você está quietinho e vem uma voz te lembrando sobre algo que aconteceu no seu passado (seja bom ou ruim) ou quando trás alguma preocupação/ansiedade do que pode acontecer no futuro? Pois é, essa voz é o seu ego falando com você.

Como mencionei acima, o ego tem uma proteção muito exagerada conosco e tudo que ele não sabe a consequência, ele liga o alerta de perigo. Veja um exemplo:
1. Quando deixamos de vestir uma roupa ou uma cor diferente de esmalte, por medo do julgamento das pessoas.
Como é uma peça e/ou esmalte diferente do habitual, o ego não sabe como será a reação das pessoas, logo ele entende que a consequencia é perigosa e fica nos dizendo que é melhor não usar, para evitar que os outros nos “agridam” com palavras. Eu falo mais sobre julgamento, neste post.
2. Quando queremos mudar de emprego, mas sempre tem uma voz que nos diz que é arriscado, que o outro emprego pode ser pior, que lá não terá a estabilidade que tem no atual, que o chefe pode ser dificil de lidar e etc. Como o ego não sabe como será esse novo ambiente, ele tenta te segurar para se manter na rotina que ele já conhece.

Uma parte muito interessante é que em alguns casos quando não damos ouvidos ao que ele nos “diz” mentalmente, ele acaba nos alertando através de sintomas físicos. Mas vou comentar e exemplificar isso em um outro post que sairá em breve.

CARACTERISTICAS DO EGO

No geral, o ego de todo mundo tem o mesmo padrão de pensamento, no entanto para cada individuo as reações podem ser diferentes, pois são influenciadas pela experiencia de vida e fase atual de cada um, por exemplo, tem gente que quando está irritada grita, enquanto outras choram.
Abaixo, eu listo algumas caracteristicas que são padrões do ego, onde para cada individuo algumas se sobressaem mais do que outras, também influenciadas pela experiência de cada um.

• Há pessoas que o ego é mais mimado e normalmente, tudo que não saí exatamente do jeito que o ego queria o deixa chateado, por exemplo, quando consegue um aumento, mas não no valor que queria e se irrita, quando o colega não faz a sua parte no projeto com a mesma qualidade que a sua, quando o seu companheiro não adivinha que hoje ele gostaria de ter ganhado flores, ou seja, tudo que não saí como a sua vontade o chateia.
• Em outras o ego é dramático ou bem negativo e acaba trazendo sempre pensamentos de que nada dá certo, de que tudo é mais dificil para ele, costuma ter tendência de desistir das coisas fácil e por aí vai.
• Tem o orgulhoso, que não admite estar errado, não aceita opiniões diferentes das suas, procura ter razão, minimiza o problema do próximo ou costuma destacar/enfatizar o erro do outro, etc.
•  Há o ego que é mais carrasco e se culpa por absolutamente tudo, vive mergulhado nos erros do passado, não se acha digno de receber nada de bom, se cobra para ser o melhor em tudo, desconfia que todo mundo fala mal dele, etc.

Lembrando que esses são apenas alguns comportamentos (as nomenclaturas acima eu criei apenas para ilustrar a idéia) e no geral o ego de todo mundo transita em todos esses exemplos, no entanto alguns tem um padrão e frequência mais forte em um e/ou em outros comportamentos que eu não citei.

IDENTIFICANDO O EGO

Antes de saber que de fato haviam 2 seres completamente diferentes dentro de mim, eu vivia no automático falando e fazendo praticamente tudo que minha mente me induzia, ou seja, o meu ego é quem tomava as rédeas da minha vida.
Quando eu descobri o que era o ego passei a observar os meus pensamentos, para entender o padrão do meu ego e assim conhecer suas caracteristicas (se era mais orgulhoso, mais dramático, mais negativo, etc) e em quais situações na minha vida ele entendia como “perigo” e acionava o alerta através de pensamentos e também através de sentimentos, que aliás são o termômetro para identificarmos a presença do ego. Se algo nos tras algum sentimento negativo, como tristeza, raiva, orgulho, ansiedade, angústia, e etc então é porque o ego ligou o alerta e alguém cutucou uma ferida dentro de você e/ou é uma situação desconhecida que ele não sabe a consequência.

Ao observar com atenção 24hs por dia o que se passava dentro de mim, seja em sentimentos ou pensamentos, eu passei a conhecer o meu ego e com isso, passei a filtrar minhas falas e atitudes, pois não queria (e não quero) que o meu lado imaturo tome as rédeas da minha vida. É como se eu deixasse uma criança decidir as coisas por mim, entende?!

O ego, além de ser imaturo se esconde sempre atrás do sofrimento, pois é lá que mora o medo e se há medo haverá cautela e consequentemente inatividade. E é assim que milhões de pessoas passam a vida postergando tudo o que a sua consciência (eu verdadeiro) clama em seu coração, pois acabam escutando e agindo apenas com o que o ego lhes condiciona através dos pensamentos e assim, seguem se mantendo na rotina e em sua zona de conforto pois é um local conhecido do ego, logo ele entende que é um lugar seguro.

O auto conhecimento, nos ajuda a elevar a nossa consciência para que ela sobressaia o nosso ego, então por exemplo ao invés de vivermos sendo 95% ego e 5% consciência, podemos viver sendo 95% consciência e 5% ego. (já que não podemos eliminar o nosso ego)
Assim como esses dois seres são opostos eles também vivem em lugares distintos, enquanto o ego mora no medo e sofrimento, a consciência mora na paz, no amor e felicidade. Se vivendo com a consciência tão mais baixa que o ego acreditamos que temos momentos felizes, imagina quando alcançamos uma elevação extremamente maior de consciência do que de ego o quanto sentiremos paz e uma verdadeira felicidade? Nem consigo imaginar o quao maravilhoso deve ser, mas quero muito evoluir para saber.

Na segunda parte desse tema, farei um post explicando como eu enfrento o meu ego, buscando que a minha consciência seja mais elevada que ele e com isso, eu possa agir cada vez mais com o meu eu verdadeiro.

Beijos e até o próximo post

Loading Likes...

mundodasil

Send a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *