[ Toronto ]

Sobre aproveitar o tempo

Desde a nossa mudança para Toronto, muita coisa se transformou. Velhos costumes foram deixados para trás dando espaço para que novos hábitos se instalassem e pudéssemos viver novas experiências.

Em vários momentos durante esses últimos meses me peguei pensando como tenho aproveitado muito melhor meu tempo aqui, do que aproveitava em São Paulo/Brasil. E cada vez que penso nisso, meu coração se enche de gratidão.

O último sábado foi um desses dias. Acordamos às 8hs, tomamos nosso café da manhã com calma, nos arrumamos e fomos nós 3 para o High Park (um dos maiores parques e mais conhecidos da cidade) para ver a temporada das Cherry Blossoms.

O High Park é longe da nossa casa, fica há cerca de 20km de distância. Então pegamos o metrô (com nosso cachorro) e mais ou menos às 10hs chegamos no parque, para ver as Cherry Blossoms (cerejeiras) que estavam começando a abrir. (Falei desse passeio aqui). Passeamos por lá um pouco mais de 2hs e depois voltamos pra casa.

High Park

Deixamos o Tadeu em casa, comemos um lanche rápido na rua e seguimos para o treino de Quadribol que aconteceria na Universidade de Toronto (Falei sobre esse jogo aqui)

Novamente pegamos um metro e rapidinho estávamos lá. Então, às 2pm o treino começou, fiquei lá cerca de 1:30 jogando e depois retornamos pra casa.

Jogo de Quadribol em Toronto

Chegando em casa, nos preparamos, pegamos nossas bikes e como ainda não tenho cestinha, improvisei o transporte do Tadeu na minha mochila e às 5pm começamos a pedalar. Andamos bem devagar pois o Tadeu nunca tinha andado de bike e eu precisava observar o comportamento dele. No fim ele AMOU e até resmungava quando eu parava a bike, porque ele queria passear.

Passeio de Bicicleta em Toronto

Saímos de casa cortando por dentro dos parques, em rotas exclusivas de bike e em algumas ruas residenciais de pouquíssimo movimento. Foi uma delícia!

Ruas residenciais de Toronto

Então, ali me dei conta, que aquele era o nosso primeiro passeio de bike em família, que aquela era a minha primeira bicicleta da vida, pois mesmo depois de adulta quando eu já tinha condições de comprar uma bike não o fiz porque eu não tinha onde andar de maneira que me sentisse segura em São Paulo.

Passamos por cerca de 4 parques num único dia, enquanto em São Paulo fazíamos isso poucas vezes no ano, por conta de todo o trabalho que começava em pegar trânsito e tentar achar uma vaga no Parque do Ibirapuera. Fiz um treino de um esporte raríssimo (que eu sempre sonhei mas nunca imaginei existir de verdade) num campo privado, com um time particular, sem precisar pagar nenhuma matricula.

O dia foi bem cansativo, meu corpo estava exausto, mas proporcionalmente meu coração estava grato, por ter me sentido tão viva, por ter aproveitado tanto meu tempo com o minha família e ter tido momentos maravilhosos como lembrança.

Nós realmente mudamos muito (graças a Deus) e eu sou muito feliz em como cada experiência tem nos transformado positivamente.

Tags: , ,

mundodasil

Send a Comment

Your email address will not be published.