[ Viagens ]

Um dia em Niagara e visita ao Fashion Outlets

No último sábado aproveitamos para fazer um bate e volta por Niagara do lado canadense e cruzamos a fronteira para conhecer o lado americano também.

Fizemos o trajeto de ônibus, pela Mega Bus saindo às 7:30am do terminal Bay Street (próximo a Dundas Station) e chegamos no terminal de Niagara às 9:30am.
A ponte Rainbow Bridge, que dá acesso a fronteira com os EUA fica há cerca de 6km do terminal, então, pegamos um Uber até ela.

Chegando na ponte, fizemos a travessia a pé e de brinde tivemos uma vista linda de Niagara Falls.

Niagara Falls

Dizem que nos finais de semana a fronteira costuma estar cheia, mas acredito que como estava chovendo haviam poucas pessoas fazendo o trajeto.
Com isso, não pegamos fila na alfândega e depois da entrevista fomos liberados.

OBS: Vale lembrar que para atravessar a fronteira para os EUA é necessário ter visto americano válido.

O QUE FAZER EM NIAGARA FALLS DE USA

Niagara do lado Americano não tem tantas atrações como do lado canadense e no que parecia ser a parte central da cidade tinha um cassino, um hotel Sheraton com um restaurante simples do Rainforest no térreo e algumas lojinhas na rua.

Andamos um pouco pelo centro e depois pegamos um ônibus em direção ao Fashion Outlets que ficava a cerca de 30 minutos de lá.

Fashion Outlets of Niagara Falls

O Fashion Outlet é coberto e não é grande como os que existem em Orlando por exemplo, mas acredito que seja porque a cidade não é tão turística assim.
Em todo o caso, é possível encontrar lojas de grandes marcas como Nike, Adidas, Reebok, Michael Kors, Ralph Lauren, Tommy Hilfiger, Guess, GAP, Aldo, Steve Madden, Forever 21, Banana Republic, entre outras.

Fashion Outlets Niagara Falls

Os produtos regulares, ou seja, fora de promoção, tinham preços quase que equivalentes aos preços no Canadá, considerando o imposto + conversão, no entanto, os produtos que estavam em promoção eram bem tentadores, como algumas ankle boots da Aldo de U$100,00 por U$25,00.😲

A desvantagem é para quem mora no Canadá, pois suas compras podem ser taxadas caso as mesmas excedam os valores limites que variam de acordo com o seu tempo de estádia nos EUA, como descrito na tabela abaixo:

Quantidade de dias nos EUA Limite de valores
Até 24hs 0 (zero)
Entre 24hs e 48hs CAD$ 200,00
Acima de 48hs CAD$ 800,00

Fonte: site cross border shopping

Como estávamos a passeio gastamos muito pouco e levamos dinheiro extra para cobrir os custos dos impostos, no entanto, não fomos taxados.
De qualquer forma, oriento aqueles que moram no Canadá a considerarem as taxas caso tenham intenção de fazer compras ou visitar o Outlet Collection de Niagara (do lado canadense), pois também possuí preços atrativos.

Para quem vive em outros países e não está comprando nada para alguma pessoa que more no Canadá, essas taxas da alfândega canadense não são aplicáveis, uma vez, que a declaração de bens será feita na alfândega do seu país de origem.

Para voltar a Niagara do lado canadense, fizemos o mesmo caminho inverso. Aproveitamos para andar um pouco pela cidade, a qual conhecíamos muito pouco, pois visitamos no inverno de 2015 com uma excursão que fazia uma curta parada apenas nas cataratas e depois seguia para as vinícolas.

Fomos à Clifton Hill, uma rua muito conhecida por ter diversas atrações como filmes em 4D, boliche, casas mal assombradas, etc.

Clifton Hill Niagara Canada Clifton Hill Niagara Canada

Clifton Hill Niagara Canada

Além disso, haviam alguns restaurantes famosos como Hard Rock Café e o Rainforest (aparentemente maior e mais decorado que o do lado americano).

Rain Forest Niagara Canada

Como desta vez a temperatura estava mais amena, conseguimos andar bem pela cidade e também apreciar mais as cataratas de perto com suas lindas águas verdes/azuladas, coisa que no inverno com sensação térmica de -40ºC – nunca senti tanto frio como naquele dia – somado ao vento e umidade era impossível ficar muito tempo perto das cataratas que estavam branquíssimas e praticamente congeladas.

Niagara Falls

Niagara Falls congelada Inverno

Na minha opinião, visitando as cidades de Niagara Canadense e Americana , achei que o lado Canadense é mais turístico e oferece mais opções de entretenimento do que o lado Americano. Por isso, recomendo investir mais tempo (ou todo o tempo) no lado Canadense.

Para quem estiver passando por Toronto, acho que vale muito a pena incluir Niagara no seu roteiro, por ser um lugar lindo e estar tão pertinho. E se estiver de carro, existem outros passeios muito recomendados como a cidade de Niagara-on-the-lake (que ainda não conhecemos) e as visitas as vinículas (que fizemos em 2015) que podem ser considerados também.

Espero que vocês tenham curtido a viagem. Vejo vocês no próximo destino 😉

Tags: , , , , , ,

mundodasil

Send a Comment

Your email address will not be published.