[ Viagens ]

Viagem de motorhome pelas montanhas rochosas canadenses – Parte 6 de 6

Chegamos no último post da viagem e neste vou detalhar para vocês o roteiro do 6º e o 7º dia da viagem, os quais tivemos que adaptar, mas no fim conseguimos fazer praticamente tudo que havíamos planejado (faltou apenas o Cascade Gardens).

MOUNTH EDITH CAVELL

Como comentei no post anterior da viagem, nós tivemos que realocar o passeio no Mounth Edith, pois quando fomos nos informaram que o local tem um número limitado de visitantes por dia e é necessário pegar uma autorização para acessá-lo. Com isso, acordamos cedo e as 7:30am estavamos na frente do centro de informações no centro de Jasper para tentar obter a autorização, que é distribuída por ordem de chegada.
Tinhamos nos programado para pegar a permissão bem cedo e ir direto para o Mounth Edith, mas quando chegou a nossa vez somente os horários a partir das 2pm estavam disponíveis, ou seja, tivemos que novamente alterar o roteiro.

Ficamos no centro enrolando para passar o tempo e às 1:30pm seguimos para o Mounth Edith. Chegando lá, já fomos surpreendidos com os enormes paredões das montanhas cercando o estacionamento, a sensação era de ser abraçada por todas elas.

Após uma pequena caminhada, chegamos ao ponto mais procurado do local, onde a água que derrrete das geleiras, desce pela montanha e lá embaixo forma um lindo lago azul clarissimo.

Coordenadas: 52.687404, -118.056316

PEYTO LAKE (DE NOVO)

Com a mudança total do roteiro, decidimos aproveitar o lindo dia de Sol que fazia para revisitar um dos lugares que mais gostamos: o Peyto lake. Esse lugar realmente foi muito, mas muito especial e foi uma enorme alegria poder voltar para nos despedir.
Chegando lá, ele estava ainda mais lindo (como se fosse possível) e ainda mais claro com o Sol batendo. Sentamos alí por um tempo e ficamos curtindo e agradecendo cada segundo naquele lugar tão precioso.

Coordenadas: 51.716510, -116.498376

LAKE MINNEWANKA

O nosso próximo destino seria no último lago da viagem, o lake Minnewanka. Chegamos lá as 8:30pm e graças aos longos dias de verão, nos quais o Sol se poem as 9pm (lá no caso era depois das 10pm), conseguimos chegar antes do pôr do Sol para curtir a transição de cores do entardecer na cia do lago e das montanhas.

51.247359, -115.500420

De lá fomos para o Camping Village II, que era o mesmo camping que ficamos no primeiro dia de viagem.

CAVE AND BASIN

No dia seguinte, fomos numa caverna muito conhecida por lá, a Cave Basin. Chegamos lá bem cedinho, pois tinhamos que devolver o carro em Calgary até meio dia.

A caverna tem águas termais na cor azul e uma pequena cascata onde a água vem correndo por dentro da caverna. Muito lindo!
O local também tem um cheiro forte, (que depois pesquisando descobri que é de enxofre), mas não é nada que não dê para suportar durante a visita.

Coordenadas: 51.171062, -115.586858

SURPRISE CORNER

De lá passamos de carro na Surprise Corner, uma esquina famosa de Banff, onde é possível ter a vista do Fairmont Banff Springs, o hotel mais luxuoso da cidade.

Coordenadas: 51.167466, -115.559370

Depois seguimos viagem para Calgary, onde devolveríamos o carro e seguiríamos para o aeroporto.

E assim, terminou a nossa aventura em Alberta, que de longe foi o lugar mais incrível que conhecemos.
Mesmo detalhando toda a viagem aqui para vocês, ainda não sei mensurar/descrever em palavras o que é esse lugar e o quanto ele mexeu comigo.
Eu espero ter conseguido levar um pouco da energia e a beleza dele até você e espero de todo meu coração que em breve, você esteja lá pessoalmente para conferir de pertinho esse paraíso.

Para finalizar, tem o último vlog da viagem com o resumo desses 2 últimos dias. Confira lá:

Aproveita e me conta qual lugar você gostou mais e o que achou dessa proposta de vlogs aqui no blog?

Beijos e até a próxima viagem.

Tags: , , , , , , ,

mundodasil

2 Comments

  1. Olhando as fotos nem parece que esse lugar mágico é real, né? Como esse mundo nós surpreende! ❤

    http://www.kailagarcia.com

    1. Mesmo estando lá eu também me perguntava se tudo aquilo era real mesmo, pois nunca vi um lugar tão lindo como esse. Realmente o mundo é surpreendente 🙂

Send a Comment

Your email address will not be published.