[ Viagens ]

Visitando Quebéc no Inverno

O primeiro post de 2018, é sobre uma viagem linda que fizemos para Quebéc em Dezembro, onde passamos o Natal e sem dúvida foi uma ótima escolha para a nossa primeira visita na cidade, pois ela tem um ar tão natalino, que se torna o cenário perfeito para a ocasião, à ponto de se acreditar que o Papai Noel, com certeza vivi ali 🙂

SOBRE QUEBÉC

A cidade de Quebéc, é uma das mais antigas do Canadá. Ela fica na província de mesmo nome, a qual é a única no Canadá onde o Francês é o idioma pincipal. Isso porque a cidade foi conquistada pelos Franceses em 1608 e mesmo tendo sido tomada pelos Ingleses em 1759, seu povo manteve o idioma e cultura Francesa.

A VIAGEM SAINDO DE TORONTO

Saímos de carro de Toronto no dia 23 de dezembro às 6:00am e chegamos em Quebéc as 5:00pm, descontando 1h de parada, o trajeto levou 10hs.
Normalmente, esse mesmo percurso, leva cerca de 8hs, no entanto, como encaramos a viagem no Inverno, as estradas estavam cheias de neve, o que requer ir mais devagar e com mais atenção.
Nesse ponto, tivemos muita sorte de viajar com um casal de amigos que já tem muita a neve experiência dirigindo na neve, pois costuma nevar bastante nesse percurso e em alguns trechos a neve se acumulava rápido e os caminhões que removem, não davam conta, além disso ainda enfrentamos chuva congelante e tempestade de neve, que dificultavam a locomoção. Além das condições climáticas, há alguns motoristas imprudentes e outros talvez inexperientes, que acabavam se envolvendo em acidentes, os quais eram bem comuns de acontecerem.

DICA: Para quem pretende fazer esse percurso no Inverno saíndo de Toronto para Quebéc e assim como eu, você ainda não tem experiência dirigindo na neve, eu sugiro que faça essa rota de trem ou de avião, pois de carro eu achei um tanto arriscado.

ROUPAS DE INVERNO

Se eu pudesse, eu colocaria um neon piscante nesse item para chamar bem a sua atenção!
Visitar o Canadá no Inverno coberto de neve é lindo e eu super recomendo, mas é preciso ter bastante cuidado pois, é muito frequente ter invernos mais rigorosos, onde as temperaturas caem drásticamente, chegando à ter sensação térmica de -50C em algumas regiões do país.

Nos dias em que estivemos na Província de Quebéc, conhecendo a cidade de Quebéc e depois de Montreal (que irei compartilhar o roteiro em outro post), houve alerta de frio extremo  (isso significa, que não é recomendado ficar muito tempo exposto na rua) em praticamente todos os dias da viagem, onde a média de temperatura era de -38C.

E sendo bem sincera…esse frio doeu! Doeu meus dedos, que mesmo usando de luva de neve congelaram, meus pés que mesmo usando bota de neve congelaram,  meu rosto queimou, os olhos arderam e chegou ao ponto de colar minha pálpebra e eu ter de andar 3 quadras com um olho colado, pois eu não podia tirar a mão da luva, pois meus dedos já estavam congelados, imagina se eu tirasse a luva?

E porque tudo isso aconteceu? Porque eu estava com os acessórios que não suportavam aquela temperatura. Por isso, abaixo darei algumas dicas para você não passar por esses apuros.

COMO SE VESTIR

Camadas: É importante se vestir usando as camadas, que já comentei nesse video aqui e no vlog dessa viagem (que está no fim desse post) eu mostrei também como são as camadas. Isso me ajudou MUITO a não sentir frio no tronco e nas pernas, mesmo nessas temperaturas extremas.

Um bom casaco de inverno: Não economize dinheiro nesse item, ele é muito importante e no dia a dia você precisa ter apenas 1 casaco desse para usar todos os dias do Inverno, ou seja, um super investimento.

Protetor de orelha: Não caia na ilusão de que somente a sua touca será o suficiente para proteger sua orelha. Não precisa investir dinheiro nesse item, qualquer protetor de orelha que seja justinho é o suficiente para te ajudar nessas temperaturas. Por conta dele e da touca eu não senti frio na cabeça.

Luvas impermeavel que suporte temperatura extrema: Eu levei a minha luva de neve, que é grossa e forrada, mas isso não fez a menor diferença, pois minhas mãos mesmo dentro da luva e ainda com as mãos no bolso, congelavam. Isso, aconteceu porque com certeza minha luva não foi feita para suportar aquela temperatura. Solução, comprar uma luva que resista a temperaturas ainda mais baixas.

Bota de neve impermeavel com numeração maior: Depois de ficar um tempo exposto no frio, meu dedos do pé congelavam também, isso porque ficamos muito tempo expostos e não poderíamos. O meu caso ainda se agravava porque eu comprei a minha bota apenas meio número maior do que eu uso, quando na verdade o ideal é comprar de 1 a 2 numeros maiores, para que em temperaturas como essa você possa reforçar a bota usando uma meia bem grossa. No meu caso, eu não pude fazer isso, pois a meia não entrava na bota que é praticamente justa ao meu pé.

Proteger o rosto: Eu normalmente uso o meu cachecol para fazer isso, mas como ele não é feito para esse fim, ele vai afroxando no rosto e frequentemente você precisa arrumar. O problema é fazer isso, com uma temperatura extrema. Por isso, é melhor optar pela praticidade, usando um acessório apropriado, como esse aqui.

DICA: Se durante o passeio você sentir que está com frio em alguma parte do corpo, vista mais camadas ou troque por acessórios mais apropriados e o mais importante, é bom não abusar ficando muito tempo na rua.

ROTEIRO

Nós chegamos à noite em Quebéc no dia 23 de Dezembro e fomos embora ao meio dia do dia 27 de Dezembro. Com isso, tivemos 3 dias e meios livres para curtir a cidade, sendo que um deles reservamos para curtir a ceia de Natal em casa 🙂
Abaixo compartilho com vocês, alguns dos passeios que fizemos.

HÔTEL DU PARLEMENT

O Parlamento da província de Quebéc, fica na cidade de Quebéc. Como o local estará em reforma até 2019, nós só conseguimos vê-lo por fora.

BATTLEFIELDS PARK

Nosso primeiro destino foi o Battlefields Park, que foi palco de muitas das batalhas entre os Franceses e os Ingleses. O parque possuí um monte com uma vista linda do rio São Lourenço que corta a cidade de sua vizinha Lévis.

OLD QUEBÉC

Os Franceses, afim de se proteger de possíveis ataques, cercaram o local com uma muralha, a qual é até possível caminhar sobre ela (exceto no inverno). Estes muros são os únicos fortificados ainda existentes na América do Norte e foram declarados como patrimônio da humanidade pela Unesco.

A região é muito badalada entre os turistas, pois seus prédios charmosos abrigam hoje diversos restaurantes, cafeterias, pâtisseries, lojas, pequenos hotéis até o imponente Le Château Frontenac, o hotel mais famoso da cidade.


LE CHÂTEAU FRONTENAC

O hotel que chama atenção não somente por seu tamanho, mas também por sua construção tão charmosa que se destaca com o brilho do Sol, que parece contornar suas curvas o dia todo. É lindo e impossível não se encantar.

CIDADE BAIXA

Abaixo das muralhas que cercam Old Quebéc, há uma pequena vila de frente do porto, onde a cidade de Quebéc começou a ser construída.
E foi aqui, que eu me apaixonei por Quebéc. As pequenas vielas cobertas de neve, cercadas de sobrados com portas e janelas coloridas, ganharam o meu coração. A cada rua era um novo suspiro e a certeza de que o Papai Noel mora em algum lugar por alí.



A região é bem comercial, repleta de lojas e restaurantes, assim como em Old Quebéc, porém ainda mais charmosa.
Por lá, também visitamos a praça Royale que tinha uma árvore enorme de Natal (linda), bem de frente a igreja Notre-Dame-des-Victoires.

MURAL TRIDIMENSIONAL

Há poucos passos dalí, há uma pintura realista de Old Quebéc, com várias personalidades que fizeram parte da história da cidade, como Samuel de Champlain, fundador de Quebéc.

MARCHÉ DU VIEUX-PORT

Aproveitamos que estavámos próximo ao porto para conhecer o mercadão da cidade. Devido à época que visitamos o mercado estava cheio de quiosques com itens natalinos, que variavam entre enfeites, lembranças e biscoitos. Além destes, haviam quiosques com frutas, tortas, frios, massas frescas e outros.

MONTMORENCY FALLS

Essa cachoeira que tem quedas maiores do que a famosa Niagara Falls, foi uma das atrações mais surpreendentes que fizemos, pois vimos as quedas quase congeladas. Consequentemente por ser um lugar umido o frio no local era extremo (-40C). Mas valeu demais a visita!

Abaixo, tem o vlog dessa viagem por Quebéc. Vale conferir um pouco mais do cenário dessa cidade tão charmosa, que fica ainda mais linda na época Natalina. Aperta o play!

Agora me conta o que você achou de Quebéc, parece ou não a cidade do Papai Noel?

Beijos e até o próximo post.

Loading Likes... Tags: , ,

mundodasil

Send a Comment

Your email address will not be published.